quarta-feira, novembro 15, 2006

O sistema adapta-se

Peço desculpa por estar sempre a bater na mesma tecla. Mas isto parece-me uma das coias mais interessantes desde que cá estou nos EUA, e mais dignas de se estudar. As gorjetas.

A verdade é que o sistema adapta-se de formas supreendentes (nos vários sentidos da palavra).

Imaginem que estão num bar e pedem uma bebida. De seguida pagam com cartão. Ora acontece que o talão da bebida aparece com o total pago e mais duas linhas que são de preenchimento obrigatório. Primeiro o valor da gorjeta que se quer dar e depois o total da conta.

Ora isto além de mostrar o quão obrigatório a gorjeta é aqui e como o sistema se habituou a ideia, é um caso de em vez de mudar uma pequena regra parva, vamos mas é mudar todo o que está à volta, inclusive o sistema bancário. Mas além disso é tambem perigoso e incomódo. Perigoso pq se eu coloco 2 dollars de gorjeta (algo que provoca um certo ressentimento por pessoa do outro lado do balcão) nada me garante que o tipo atrás coloque mais um 1 á frente da gorjeta ou do total, ou até mais que 1 um. E o papel entretanto já tem a minha assinatura.

Por outro lado imagem ás altas horas da madrugada, depois de uma bela festa com um copitos a mais, onde voces dificilmente conseguem chegar ao balcão para pedir uma cerveja, e vem um índivido com uma caneta pedir para fazerem contas de subtrair e somar. Preludio para o desastre, principalmente porque o dinheiro vos sai directamente do bolso.

Ninja

1 Comments:

Anonymous Bruno Sousa said...

Graça, por curiosidade...Qual o salário base do pessoal q trabalha em restaurantes? Pq c essas gorjetas todas n pode mesmo ser nada de especial...Abraço e conta mais estórinhas.

2:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home